Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Saiba mais sobre o vale

"Para evitar que Nova Lima passe a viver o drama de outros municípios polarizados da região metropolitana de Belo Horizonte, que arcam com o ônus social do desenvolvimento regional, sem o bônus econômico/financeiro correspondente, há necessidade que desde já se adote uma estratégia que procure harmonizar o desenvolvimento econômico com o controle da expansão demográfica e, por extensão, com a preservação das condições ambientais."

O Vale do Mutuca foi considerado zona de expansão metropolitana, pela Deliberação Normativa de RMBH n.º 08 de 22/ 10/ 79, passando a integrar a zona de expansão urbana de Nova Lima, com a aprovação da Lei Municipal de Perímetro Urbano em 23/ 03/ 82, feita a partir desta deliberação metropolitana. Ocorreram posteriormente algumas modificações neste perímetro (Lei 1317/ 92 e Lei 1438/ 95) que não chegaram a alterar substancialmente a lei anterior.

Dentro do zoneamento proposto pela Lei de Uso e Ocupação do Solo de Nova Lima, em vigor (Lei 1069/ 83 alterada pela Lei 1474/ 96), os loteamentos aí localizados e os novos loteamentos aprovados passam a ser zonas residenciais - ZR-1, onde é permitida apenas a edificação de unidades residenciais unifamiliares e o uso institucional local. O loteamento Village Terrasse, nessa legislação em vigor, é o único classificado como ZRE-3, onde são permitidos, além do uso residencial unifamiliar, os usos residencial multifamiliar horizontal, serviço local e institucional local. Entretanto, a Prefeitura está aprovando apenas o uso residencial unifamiliar, a partir de acordo com a associação dos moradores, apesar de não ter sido revogada a lei.

Apenas o uso residencial unifamiliar ocorre nos loteamentos, com duas exceções - uma escola particular para crianças, no Vila d'El Rey e um único conjunto residencial multifamiliar horizontal no Village Terrasse, ainda em construção, aprovado antes do acordo com a Prefeitura.

São ainda parte integrante deste conjunto urbano, as áreas de propriedade do Clube Campestre de Belo Horizonte (666 cotas familiares), e Serra d'El Rey Country Club (500 cotas familiares), ambos com sedes sociais e áreas recreativas, localizados próximos ao Estância Serrana



O Córrego do Mutuca faz parte da bacia do Rio das Velhas, é um tributário dessa rede fluvial tão vital para Belo Horizonte. É por esse e muitos outros motivos que o Vale do Mutuca precisa de proteção e restauração: ele guarda o bem mais precioso para vida humana, a água. Acompanhando suas margens há uma vegetação original, que abriga inúmeras espécies de pássaros e mamíferos de pequeno e médio porte, algumas em risco de extinção. Contudo, os seus mananciais de água, a flora e a fauna estão sendo constantemente ameaçados pela ocupação desordenada.

A associação sempre lutou, através de ações legais e da pressão política, contra a exploração imobiliária predatória e outras atividades degradadoras na região.

O Vale do Mutuca